admin

Todos podemos criar felicidade

O Dia Internacional da Felicidade tem data marcada a 20 de março, mas tal não impede que continuemos  a celebrá-lo no resto da semana. A felicidade é algo que deve ser vivido todos os dias e, nesse sentido, reforçamos que todos podemos criar felicidade, basta que paremos para refletir no que nos faz realmente feliz.

Nos últimos 11 anos, na Jason Associates, tivemos o privilégio de conhecer muitos profissionais de diferentes sectores de atividade aos quais fizemos a pergunta: “O que é que te faz brilhar os olhos?”. Percebemos que muitas pessoas não têm presente qual o seu propósito e que muitas vezes respondem “felicidade” ou “sucesso”! Mas a pergunta não é “O que mais desejas na vida?”. A pergunta é: “O que é que te faz brilhar os olhos?”. E essa resposta raramente surge de forma espontânea e consciente, por um único motivo: muitas vezes não temos clarividência sobre o que nos faz realmente felizes? O que é que nos energiza? O que é que nos faz mexer?

De facto, chegar a esta resposta não é tão óbvio como poderíamos imaginar. Mas como podemos ser felizes se não sabemos de cor aquilo que nos faz brilhar os olhos? Ao descobrirmos isto e, conseguindo integrá-la na nossa vida profissional, teremos mudanças significativas no nosso bem-estar diário.

Tal como a paixão é importante para cada pessoa, também as empresas devem viver a sua paixão e partilhá-la com as suas equipas. Esta decorre do seu sentido de propósito, tornando-se num dos ingredientes altamente diferenciadores de uma empresa competitiva. Sendo assim, é crítico criar condições corporativas que promovam atitudes e gestos que tragam felicidade e dar espaço para que os mesmos aconteçam de forma espontânea. Aquilo que as pessoas mais valorizam no seu contexto profissional é a sensação que a empresa se preocupa com o seu bem-estar, criando um ambiente positivo e gratificante. Todos queremos ser felizes e todos podemos criar felicidade!

E esta vontade de ser feliz é tão importante a nível profissional (lado A) como a nível pessoal (lado B), uma vez que a felicidade está associada à nossa motivação, à energia que conquistamos para agir, à capacidade de concretizarmos os nossos objetivos e ao propósito de vida. Hoje sabemos que lado A e B vivem entrelaçados, são complementares e inseparáveis e as empresas de sucesso são as que já perceberam o seu papel enquanto facilitadores deste “casamento”.

Nem todas as empresas vivem com este espírito, mas também cabe aos colaboradores promover momentos de felicidade. E se todos pudéssemos fazer pequenas coisas que nos trouxessem felicidade a nós e aos outros?

Pedro Brito | pbrito@jasonassociates.com

One thought on “Todos podemos criar felicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *